Labioplastia (Plástica Íntima Feminina)

A cirurgia íntima é indicada para mulheres que apresentam problemas vaginais tais como: pequenos lábios muito volumosos e salientes, grandes lábios caídos, região vaginal escurecida, grandes lábios murchos e envelhecidos e músculos da vagina alargados depois de um ou mais partos.

A. Labioplastia

 

É um tipo de cirurgia íntima que trata os lábios vaginais hipertrofiados, ou seja, grandes demais. Esse é um problema que causa sofrimento para as mulheres, tanto emocionalmente quanto fisicamente, inclusive afetando a vida sexual. Primeiro, porque fere a autoestima e gera constrangimento na hora do ato sexual. Segundo, porque o tamanho exagerado dos lábios vaginais podem causar desconforto e dor.

 

 

Quem pode fazer

A labioplastia pode ser feita por mulheres a partir do 18 anos de idade

Causas

Em geral, a causa dos lábios vaginais hipertrofiados é genética. Mas é sabido que o uso indiscriminado de anabolizantes pode causar o crescimento irreversível dos pequenos lábios vaginais e também do clitóris.

B. Anatomia

Agende sua consulta

Clique aqui

C. Técnica

 

Depois de avaliar cada caso, o cirurgião determina qual a quantidade de tecido deverá ser retirado. Ele deve ter em mente a funcionalidade, pois os pequenos lábios protegem a vagina.

Quanto à questão estética, o ideal é retirar o que fica aparente para fora dos grandes lábios quando a mulher está em posição normal.

 

D. A Cirurgia

Considerada uma cirurgia de recuperação simples, a labioplastia dura em torno de 40 minutos. Para este procedimento, normalmente utilizamos anestesia peridural com sedação. No entanto, o tempo e a técnica anestésica podem variar de paciente para paciente. O tempo de internação também costuma ser pequeno. Em geral, a paciente volta para casa no mesmo dia.

Pós-Operatório e Cuidados

Não é comum, mas pode acontecer, de a região ficar arroxeada por alguns dias, logo depois da cirurgia.

A volta ao trabalho depende do tipo de ofício. Quem trabalha sentada, pode retornar de três a cinco dias. Já quem trabalha em pé, ou anda muito, precisa esperar um pouco mais, por volta de três semanas.

Os exercícios físicos podem ser retomados gradativamente, a partir da terceira semana, com orientação médica. Mas a paciente deve tomar cuidado com aqueles que pressionar a região, como a bicicleta.

Para relações sexuais, é necessário esperar pelo menos um mês até que a região esteja cicatrizada.

As cicatrizes costumam ser bem discretas.

Agende sua Consulta

Rua João Penteado, 326
Jardim Sumaré - 14025-010
Ribeirão Preto - SP
(16) 3621-1442
(16) 99638-6073
contato@ricardosilveira.com.br